“A Liga está preocupada em se renovar e abraçar ferramentas modernas de gestão”, ressalta o presidente do Comitê de Gestão da Ética e da Integridade

Imagem Banner

“A Liga Álvaro Bahia está preocupada com gestão, com se renovar e abraçar ferramentas modernas de gestão. O compliance, integridade, proteção de dados são exemplos desses aspectos modernos e evidenciam que a entidade não está parada no tempo”. Este foi o balanço feito pelo presidente do Comitê de Gestão da Ética e da Integridade, o advogado e integrante do conselho da Liga Pedro Teles.

A avaliação foi feita durante a II Semana da Cultura da Integridade, evento realizado pelo Comitê e a Gerência de Compliance, no final de agosto, com o objetivo principal de difundir o código de ética e conduta da instituição filantrópica, além de debater temas relevantes ligados ao Programa de Integridade e à disseminação dos valores da instituição aos pacientes e familiares.

“A Liga quer avançar nesses temas e se preparar para o futuro. Esses 100 anos que passaram foram uma boa preparação para o próximo centenário”, acrescentou Teles. Durante sua apresentação, que contou com a participação do também advogado e conselheiro Roberto Melo, o palestrante abordou temas como sigilo da informação, privacidade, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) e uso de imagem.

“A importância de tratar temas como estes é enorme porque sentimos que a Liga está sempre em evolução. Ela é centenária e vanguardista ao mesmo tempo. Não tem nada de contraditório. Uma característica explica a outra. Somos centenários porque somos vanguardistas. A Liga está sempre à frente do seu tempo”, ressaltou Teles.

Com auditório lotado, Teles e Melo esclareceram dúvidas dos participantes. “Foi surpreendente porque eu esperava perguntas, mas as que foram feitas foram muito desafiadoras. Isso mostra que são situações que acontecem no dia a dia da instituição e que as pessoas precisam de orientação sobre elas. As pessoas sentem necessidade, têm curiosidade sobre como se portar, como agir em determinada situação. São temas que estão no dia a dia das pessoas”, finalizou.