Gerenciado pela Liga Álvaro Bahia, Hospital Materno-Infantil de Alagoinhas é inaugurado

Imagem Banner

Gerenciado pela Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil, o Hospital Materno-infantil de Alagoinhas foi inaugurado neste domingo (30). A unidade de saúde conta com uma maternidade de alto risco, centro de parto normal intra-hospitalar (CPN), ambulatório e 49 leitos.

Centenária, a Liga Álvaro Bahia tem expertise em pediatria e assistência materno-infantil. É mantenedora do Hospital Martagão Gesteira e está à frente de outras unidades de saúde do estado. Com o Hospital Materno-infantil, a população passará a ter acesso aos seguintes serviços: emergência, centro obstétrico, CPN, internação e ambulatório.

O senador Otto Alencar, presente na inauguração, citou a importância da atuação de hospitais como o Martagão na saúde infantil do estado, onde ele já trabalhou, e lembrou da necessidade de reduzir indicies como o de mortalidade infantil. “É preciso reduzir ainda mais. É para isso que inauguramos um hospital como esse”, afirmou.

Durante seu pronunciamento, a secretária estadual de Saúde, Roberta Santana, destacou a gestão da Liga à frente do Hospital Estadual da Criança (HEC), em Feira de Santana, sob contrato de gestão com a Sesab, e do Martagão. “Vocês vão ter aqui uma grande gestora (a Liga), que pode prestar serviço à população. Sei do compromisso e da responsabilidade da entidade”, acrescentou.

O prefeito de Alagoinhas, Joaquim Neto, contou que foi interno de pediatria no Martagão e elogiou a entidade mantenedora do hospital. “Estamos entregando esse equipamento para a Liga Álvaro Bahia, centenária. Parabéns e obrigado. Formou muitos pediatras e eu fui aluno interno de lá com muito orgulho”, destacou.

Presidente de honra da entidade filantrópica, Rosina Bahia agradeceu e ressaltou a relevância de a Liga gerir um hospital que beneficiará Alagoinhas e região. “Ficamos muito honrados de administrar esse equipamento de grande importância para a população”, finalizou.