HEC recebe nova turma de residentes

Imagem Banner

O Hospital Estadual da Criança deu as boas-vindas à nova turma de médicos que passa a fazer parte do Programa de Residência Médica (PRM) da unidade. São 19 residentes que irão se especializar nas áreas de pediatria (16), neonatologia (2) e cirurgia pediátrica (1).

O encontro, organizado pelo NEP - Núcleo de Educação e Pesquisa, contou com a apresentação da direção da unidade hospitalar e da coordenação do programa, que destacaram a importância do contínuo aperfeiçoamento de competências profissionais.

Neste primeiro momento, como parte da programação da Semana de Acolhimento, os residentes passarão por aulas com foco em qualidade, biossegurança, humanização, protocolos de atendimento, normas técnicas, código de ética e diagnóstico.

Para a diretora operacional do hospital, Lívia Leite, a formação de novos médicos especialistas é uma estratégia de contribuição mútua, visto que o HEC tem uma complexidade grande, característica valiosa para o aprendizado do residente. “É importante ter mais profissionais especialistas em pediatria tanto para o hospital como para outras regiões. Então, a comunidade também ganha com a capacitação desses profissionais”, salienta.

O Hospital da Criança forma residentes todos os anos. Criado há 12 anos, o PRM já formou mais de 100 especialistas em pediatria e obstetrícia de alto risco. Hoje, a unidade conta com cerca de 50 residentes divididos em três turmas.

Diretor médico do HEC, Sandro Nunes destaca como a formação de médicos de excelência no hospital-escola contribui para o atendimento de qualidade a mães e crianças. “Nós temos 260 leitos, sendo 30 leitos de UTI pediátrica e 30 leitos de UTI neonatal, com pacientes da Bahia e até de fora do estado. É um hospital-escola que propicia grande aprendizado, com uma emergência que recebe em média 120 pacientes diariamente, um ambulatório com várias especialidades e casos complexos com patologias das mais diversas. Então, é uma grande ferramenta de aprendizado para os residentes saírem super bem formados, distribuindo conhecimento na Bahia e no Brasil", conclui.